Saiba como foi a Audiência Pública sobre redução das velocidades em São Paulo

No dia 26/10 a Comissão de Trânsito, Transporte, Atividade Econômica, Turismo, Lazer e Gastronomia da Câmara Municipal de São Paulo promoveu Audiência Pública para debater com a sociedade civil a redução de velocidades na cidade. Presidida pelo vereador José Police Neto, a mesa contou com a participação de Silvia Stuchi Cruz (Corridaamiga); Marina Harkot (Ciclocidade); Eduardo Vasconcelos (Instituto Movimento); Luiz Carlos Mantovani Nespoli (ANTP); Gilberto Diemenstein (Catraca Livre); Leão Serva (Folha de São Paulo); Daniel Annenberg (Detran-SP) e Senival Moura (Câmara Municipal). O evento contou ainda com a presença do vereador Nabil Bonduki.

A polêmica gira em torno das declarações do prefeito eleito João Dória, que em sua campanha defendeu a retmoada das velocidades nas avenidas marginais, do Tietê e Pinheiros. Embora ainda não tenha assumido o cargo, as declarações foram recebidas com espanto por especialistas e ativistas da mobilidade. Um grupo chegou a organizar uma pedalada até a casa de Dória, onde uma representante do coletivo ali presente leu e entregou uma carta compromisso cobrando a manutenção das ciclovias, ciclofaixas e a redução das velocidades, entre outros pontos. A audiência teve grande presença de cicloativistas, que ao lado de outros grupos e cidadãos, lotaram o auditório Prestes Maia.

A socióloga Marina Harkot destacou que os incidentes de trânsito são a segunda causa mortis do Brasil, sendo que, ao lado do consumo de alcool, a velocidade é um dos maiores fatores de risco em casos de colisão ou atropelamento. O consultor em mobilidade e diretor do Instituto Movimento, Eduardo Vasconcelos, lembrou que estudos realizados no mundo todo apontam que a velocidade reduzida permite um fluxo maior de veículos, ao contrário do imaginário popular, de que velocidades mais altas beneficiam o deslocamento urbano.

Além de informações técnicas apresentadas por especialistas, sobre capacidade do leito, fluxo e demanda, boa parte da discussão se deu acerca das mortes no trânsito. “Ninguém negou que a redução das velocidades no trânsito tem um efeito benéfico na redução de mortes”, apontou o jornalista Leão Serva. Para o jornalista, aqueles que defendem a retomada das velocidades nas marginais tentam isolar o fator velocidade e introduzir outros fatores de risco como determinantes dos índices de óbito, de forma a confundir seus inetrlocutores. O ex-diretor presidente do Detran-SP, Daniel Annenberg acredita que toda a sociedade seja culpada pela violência no trânsito. “Se a gente não trabalhar nisso, que é uma questão cultural, a gente não vai adiante”, relativizou Annenberg. O jornalista Gilberto Diemenstein, no entanto, declarou nunca ter visto com tanta clareza, a questão do voto ficar abaixo da questão da vida, se referindo ao mote da campanha de Dória: Acelera São Paulo.

A redução das velocidades em centros urbanos é uma medida aplicada no mundo todo. Segundo a fundadora da ONG Corrida Amiga, Silvia Cruz, mais de 150 cidades ao redor do globo já vem adotando esta prática. O superintendente da Associação Nacional dos Transportes Públicos, Luiz Carlos Mantovani Nespoli acredita que a discussão não pode se restringir à redução das velocidades, que é importante, mas deveria fazer parte de uma política pública nacional de segurança viária. Os depoimentos dos integrantes da mesa foram corroborados pelas falas dos representantes da sociedade civil e dos movimentos sociais que fizeram uso da palavra. Com apenas uma ou duas excessões, entre 21 inscritos, a redução da velocidade foi praticamente consensual durante a audiência.

Você pode assistir aos vídeos da audiência na página do CicloBR no YouTube.

 




Últimas notícias:

Instituto CicloBR convoca associados para Assembléia

Instituto CicloBR convoca associados para Assembléia

Corrida com desconto na 99 vai ajudar na doação de equipamentos a ciclistas.

Corrida com desconto na 99 vai ajudar na doação de equipamentos a ciclistas.

A bike bonita na foto

Seleiconamos uma lista de alguns dos melhores fotógrafos do mundo da bike. Confira!

Doutores de Magrelas é selecionado para o 6º Fórum Mundial da Bicicleta

Projeto do Instituto CicloBR capacita pessoas em situação de rua em mecânica de bicicletas